EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Grécia prepara-se para receber Erdogan

Grécia prepara-se para receber Erdogan
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

É a primeira vez em 25 anos que um presidente turco visita o país grego

PUBLICIDADE

Grécia e Turquia. Só um mar os separa mas as visitas entre governantes não são comuns e as tensões parecem estar longe de terminar. 

Em cima da mesa de trabalhos da reunião entre os dois governantes estará o tema da** Crise dos Migrantes**, a** Relação da Turquia com a União Europeia**, a relação do Chipre e a Economia de proximidade. 

Konstantinos Filis, Diretor de Pesquisa de um Instituto de Relações Internacionais, acredita que a visita do governante turco a Atenas serve para tapar o sol com a peneira:

*"A Turquia quer aproveitar a presença do presidente turco para mostrar que o país está a deixar o isolamento que sofreu por parte de alguns Estados-Membros da UE, bem como mostrar que quer um novo começo nas relações euro-turcas, isto, sabendo que a turquia parece estar em orbita negativa com os EUA.", *disse Konstantinos Filis.

Espera-se que o lado turco exija a extradição dois oito homens que pediram axilo ao governo grego, no ano passado, após o golpe de estado falhado. 

O especialista acredita que tal não irá acontecer: 

"Obviamente que o presidente turco não consegue entender que a Grécia é um país onde o domínio da lei é respeitado, um país em que há separação de poderes. Além disso, quer extraditar as oito pessoas, o que não acredito que vá acontecer, e sustento-me em casos europeus parecidos."

As tensões entre os países não acabam, na semana passada foram detidos, pelas autoriades gregas, nove homens suspeitos de fazerem parte de um grupo terrorista turco.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Excesso de turismo em Atenas: a ameaça e as soluções em estudo

Incêndio nos arredores de Atenas obriga a retirar milhares de pessoas

Arguidos do incêndio de 2018 que matou mais de 100 pessoas na Grécia voltam a julgamento