A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Mundo Islâmico unido contra Donald Trump

Mundo Islâmico unido contra Donald Trump
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de protestantes de diferentes grupos muçulmanos saíram para a rua em protesto contra a decisão dos Estados Unidos de reconhecer Jerusalém como capital de Israel. Uma decisão que tem provocado ondas de choque um pouco por todo o mundo islâmico, desde Daca, no Bangladesh a Kuala Lumpur.

Na capital da Malásia mais de cinco mil pessoas fizeram ouvir a sua voz e obrigaram as autoridades locais a reforçar a segurança junto à embaixada dos Estados Unidos.

A condenação às palavras de Donald Trump também se fez sentir em Jacarta, ou não fosse a capital do maior país muçulmano.

No Irão, país que não tem relações diplomáticas com Israel, os protestos fizeram-se sentir um pouco por todo o território.