EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Juiz que acusou Cristina Kirchner foi assassinado

Juiz que acusou Cristina Kirchner foi assassinado
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

É a conclusão de um relatório produzido pelo procurador Julian Ercolini, que investigou durante três anos a controversa morte de Alberto Nisman, inicialmente apontada como um suicídio.

PUBLICIDADE

O juiz argentino Alberto Nisman, que se tornou conhecido por acusar a antiga presidente Cristina Kirchner de encobrir atos terroristas, foi assassinado. É a conclusão de um relatório produzido pelo procurador Julian Ercolini, que investigou durante três anos a controversa morte de Nisman, inicialmente apontada como um suicídio.

Ercolini indiciou Diego Lagomarsino, um antigo funcionário do juiz, como cúmplice no homicídio.

Nisman faleceu um dia antes de depor contra a ex-presidente argentina, acusada de proteger agentes iranianos responsáveis por um atentado à bomba num centro judaico de Buenos Aires, em 1994, que provocou 85 mortos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rússia procura fortalecer alianças na cimeira do BRICS

Irão: Líder supremo preside ao cortejo fúnebre do presidente Raisi em Teerão

Milhares de iranianos reuniram-se em Tabriz para se despedirem do presidente Ebraham Raisi