EUA/Turquia: Restrições à emissão de vistos caem por terra

EUA/Turquia: Restrições à emissão de vistos caem por terra
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Estados Unidos e Turquia decidiram retomar a emissão de vistos "sem qualquer tipo de limites"

PUBLICIDADE

As missões consulares norte-americanas na Turquia vão levantar as restrições à emissão de vistos, impostas após a detenção de um funcionário consular em Istambul.

O anúncio foi feito pela embaixada dos Estados Unidos em Ancara e justificado com as as condições de segurança dadas pela Turquia. Em comunicado, o Departamento de Estado refere que "a situação melhorou o suficiente" para que a emissão de vistos seja retomada, sem precisar a entrada em vigor da medida.

Em contrapartida, as autoridades turcas comprometem-se a informar os Estados Unidos sobre a eventual "intenção" de deter trabalhadores que se encontrem em missões diplomáticas no país.

A embaixada da Turquia em Washington, também, já anunciou vai seguir o exemplo dos Estados Unidos e levantar todas as restrições impostas aos cidadãos norte-americanos.

As relações entre os Estados Unidos e a Turquia deterioraram-se após a acusação de "espionagem" dirigida a um funcionário turco do consulado norte-americano em Istambul. Metin Topuz é suspeito de ligações Fethullah Gulen, exilado nos Estados Unidos, e que Ankara acusa de ter arquitetado a tentativa de golpe de Estado em julho de 2016.

Em outubro, os Estados Unidos suspenderam os serviços de emissão de vistos. A Turquia decidiu adotar uma medida idêntica. Há cerca de um mês, Washington deu um passo atrás. As restrições caem, agora, por terra.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Já entrou em vigor a supressão de vistos entre Angola e Moçambique

Zelenskyy promulga lei controversa para mobilizar mais militares para a guerra

Embaixador da Autoridade Nacional Palestiniana em Espanha: "É possível que já estejamos a viver uma guerra mundial"