EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

UNICEF: Meta para 2018 é aumentar esperança de vida de recém-nascidos

UNICEF: Meta para 2018 é aumentar esperança de vida de recém-nascidos
Direitos de autor 
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

UNICEF define como meta para 2018 aumentar a esperança de vida dos recém-nascidos. Países da Lusofonia serão responsáveis por cerca de 15 mil nascimentos no primeiro dia do ano.

PUBLICIDADE

A UNICEF lança, esta segunda-feira, uma campanha pela diminuição da taxa de mortalidade entre os recém-nascidos, por todo o mundo.

A organização diz que nascem, no primeiro dia do ano de 2018, quase 386 mil bebés mas que no dia 2 de janeiro milhares deles terão morrido devido a causas que são evitáveis.

A meta para 2018 é dar aos recém-nascidos uma maior esperança de vida.

Para Portugal a UNICEF espera o nascimento de mais de 200 crianças para este primeiro de janeiro. Em Angola, que tem ainda um grave problema de mortes à nascença, serão mais de 3400 a ver a primeira luz do dia, na entrada do Ano Novo. Na Guiné-Bissau mais de 180 bebés nascem esta segunda-feira. Em Moçambique mais de 3100. Em Cabo Verde serão apenas 31 e em São Tomé 19. Em Timor serão mais de uma centena. Dos países lusófonos é o Brasil o recordista com o número a ultrapassar as 7900. 

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Macron reforça luta contra a pornografia infantil

Tribunal absolve culpado do roubo de recém-nascidos

Itália à procura de soluções para a crise de natalidade