Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Noruegueses a Trump: "Não, obrigado!"

Noruegueses a Trump: "Não, obrigado!"
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente Donald Trump terá dito na quinta-feira que preferiria receber nos Estados Unidos mais imigrantes da Noruega e não de países como El Salvador, Haiti e nações africanas, de acordo com alguns dos senadores presentes na reunião na Casa Branca onde foi discutido um projeto de lei migratório.

A declaração de amor de Trump não parece ter despertado reciprocidade entre os noruegueses.

O jornalista norueguês Ronnie Baraldsnes decidiu perguntar a alguns residentes de Oslo se gostariam de imigrar para os Estados Unidos.

Baraldsnes ouviu respostas como "Não quero ir viver para os Estados Unidos", "Não tenho nada a fazer lá" e "Não, não enquanto Trump lá estiver."

No século IXX imigraram para os Estados Unidos centenas de milhares de noruegueses.

Segundo o instituto de estatísticas norueguês SSB, 502 noruegueses, de uma população de 5,3 milhões de pessoas, emigraram para os Estados Unidos em 2016, ou seja, 59 a menos do que no ano anterior.