EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

França chora a morte do 'chef' Paul Bocuse

França chora a morte do 'chef' Paul Bocuse
Direitos de autor REUTERS/Robert Pratta
Direitos de autor REUTERS/Robert Pratta
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O anúncio da morte de Paul Bocuse, considerado o 'papa' da gastronomia francesa, foi feito pelo ministro do Interior, Gérard Collomb, na sua conta na rede social Twitter.

PUBLICIDADE

Era considerado o papa da gastronomia francesa, a referência. Morreu este sábado com 91 anos nos arredores de Lyon.

A notícia da morte de Paul Bocuse foi confirmada pelo ministro do Interior, Gerard Collomb e depressa se espalhou. Símbolo nacional, o presidente Emmanuel Macron reagiu também no Twitter onde se pode ler: "Paul Bocuse já não está entre nós. Os chefes choram nas suas cozinhas, no Eliseu e em toda a França. A gastronomia francesa continuará a deixá-lo orgulhoso".

O guia Michelin, referência na classificação de restaurantes e que lhe atribuía três estrelas, o máximo, desde 1965 também não o esqueceu no Twitter: O cozinheiro do século deixou-nos. Nós nos associamos a dor das pessoas que lhe eram mais próximas.

Bocuse, foi o grande impulsionador da chamada "nouvelle cuisine" que mais tarde inspirou o mundo.

Paul Bocuse, oriundo de uma família de cozinheiros, sofria da doença de Parkinson há vários anos e morreu em Collonges-au-Mont-d'Or, povoação perto de Lyon onde nasceu e onde também tinha o seu principal restaurante.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Bocuse vinha cá todos os domingos e falava com todos"

Prémios Bocuse d'Or num vídeo em 360º

França: Estados Unidos conquistam Bocuse de ouro