A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Detido principal opositor de al-Sissi

Detido principal opositor de al-Sissi
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O candidato às Presidenciais egípcias, Sami Anan, foi detido terça-feira. O ex-chefe do Exército suspendeu a sua campanha eleitoral, o que faz com que o atual chefe de Estado, Abdul Fattah al-Sissi, esteja, praticamente, sozinho na corrida a um segundo mandato.

O militar foi detido pelo Comité Supremo das Forças Armadas. Está acusado de ter forjado documentos, a quando da sua reforma, e de ter violado as "regras e regulamentos do serviço militar" por não ter pedido autorização às Forças Armadas para se candidatar às eleições. À agência de notícias Reuters um porta-voz da candidatura afirmou que Anan não violou qualquer lei.

Anan, que criticou Sissi por entregar o controlo de esferas civis aos militares, teve o Exército a seu cargo entre 2005 e 2012. Era visto como o mais feroz opositor de Sissi às eleições de março. Nos últimos meses, Vários candidatos a este escrutínio acabaram por desistir da corrida ou foram afastados dela.