Última hora

Última hora

Famílias desesperam por notícias de desaparecidos

Em leitura:

Famílias desesperam por notícias de desaparecidos

Famílias desesperam por notícias de desaparecidos
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades italianas estão a investigar as causas do descarrilamento de um comboio que acabou por ter consequências trágicas, esta quinta-feira, perto de Milão. O mais provável é que se tenha tratado de uma falha nas linhas ou na mudança de linha, segundo as primeiras conclusões da polícia ferroviária. Algumas testemunhas oculares dizem ter visto faíscas e pedaços de metal a voar quando o comboio se aproximava da estação. (de Pioltello, a cerca de 20 quilómetros de Milão).

"Ainda precisamos de entender o que se passou. Um aspeto já é claro: Não foi uma colisão entre comboios, foi um comboio sozinho que saiu da linha férrea e acabou por causar a situação que podem ver. Um comboio só pode descarrilar por duas razões: Colapso estrutural da rede ou do comboio. Essa é a primeira coisa que temos de esclarecer", disse o presidente do Conselho Regional da Lombardia, Raffaele Cattaneo.

Enquanto os bombeiros continuam os trabalhos de desencarceramento, várias famílias estão sem notícias dos entes queridos que viajavam no comboio e vivem horas de angústia: "Disse-me: Mamã, socorro, o comboio está a descarrilar. Não voltou a dizer mais nada, Estava muito assustada. Agora já não atende o telefone", diz uma mãe em apuros, acompanhada pelo marido, na cena do acidente.

Disse: Mamã, socorro, o comboio está a descarrilar. Não voltou a dizer mais nada. Não atende o telefone

(Nome desconhecido) Mãe de jovem desaparecida

As fotografias aéreas divulgadas pela polícia italiana mostram o estado em que ficou a composição, com carruagens que se desengancharam umas das outras, espalhadas por uma vasta área. O acidente obrigou ao encerramento da ligação ferroviária entre Milão e Brescia.