Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Jovem confessa massacre

Autor do massacre confessa crime em tribunal
Autor do massacre confessa crime em tribunal
Tamanho do texto Aa Aa

O jovem de 19 anos detido pelas autoridades norte-americanas na sequência de um tiroteio numa escola da Florida já confessou o crime que custou a vida a dezassete pessoas.

"O comentário dizia simplesmente, eu vou ser um atirador de escola profissional"

Robert Lasky Agente especial do FBI

Cruz admitiu ter sido ele o autor do massacre da passada quarta-feira. O jovem ter-se-ia deslocado num veículo Uber até à escola. O jovem levava consigo uma mochila e um saco de desporto onde transportava a arma e munições.

Depois do massacre, o jovem ter-se-ia desfeito da arma, uma semiautomática AR-15, dirigindo-se para um supermercado e, depois, para um restaurante da cadeia McDonald's.

A polícia acabaria por deter o jovem cerca de uma hora após o massacre.

As autoridades admitiram que o jovem no passado havia deixado uma ameaça num vídeo colocado na plataforma Youtube. O dono da conta na plataforma, Ben Bennight, havia contactado o FBI falando com um representante durante cerca de 20 minutos.

No vídeo, Cruz expressa a intenção de levar a cabo um massacre na escola.

"O comentário dizia simplesmente, eu vou ser um atirador de escola profissional. O FBI investigou a base de dados mas não conseguiu identificar a pessoa responsável pelos comentários", afirma o agente especial do FBI, Robert Lasky.

A polícia está agora a investigar como é que Cruz conseguiu escapar ao radar das autoridades e cumprir a ameaça.

João Ferreira