Militantes pró-Assad e exército turco entram em confronto em Afrin

Militantes pró-Assad e exército turco entram em confronto em Afrin
Direitos de autor REUTERS
De  Ana Serapicos
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Governo sírio já enviou exército para a região, diz Nouri Mahmoud, porta-voz das milícias curdas YPG

PUBLICIDADE

Militantes pró-governamentais sírios entraram em confronto com o exército turco em Afrin, palco de operações militares turcas. 

A notícia é avançada pela televisão estatal Síria, a qual emitiu, minutos antes de avançarem o confronto, uma reportagem onde se vê militantes a entrar pela fronteira curda com bandeiras da Síria, enquanto gritam "Síria é uma, Síria é uma!".

Na mesma reportagem, um militante, em entrevista, disse que decidiram entrar em Afrin para "mostrar que a Síria é só uma" e que "deverá manter-se como um único país".

As redes sociais começam a encher-se de vídeos que mostram o momento em que os militantes pró-Síria entram em Afrin:

O presidente da Turquia já reagiu, Erdogan diz que a calma do exército turco na frente de operações em Afrin é "aparente". O líder do país diz que a operação "pode parecer que está a andar devagar" mas que a Turquia está a "agir com sensibilidade" porque não quer "pôr em risco a vida dos militares" que estão em Afrin. 

Erdogan, numa conferência em Ancara, deixou um aviso: disse que "nos próximos dias", a Turquia irá cercar Afrin "a uma velocidade muito maior."

As ameaças da Turquia continuam e a Síria reage. O porta-voz das milícias curdas YPG avançou que o  governo sírio já enviou o exército do país para a frente de combate.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turqui faz balanço positivo de ação em Afrin, apesar das críticas

Ofensiva turca em Afrin pode tornar-se numa dor de cabeça para Ancara

Turquia continua ameaças a regime sírio