Assad garante que operação contra Ghouta Oriental vai continuar

Assad garante que operação contra Ghouta Oriental vai continuar
De  Rodrigo Barbosa com Reuters / AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente sírio considera que "não existe contradição entre uma trégua e as operações de combate"

PUBLICIDADE

A operação contra o enclave rebelde de Ghouta Oriental, contestada por uma grande parte do Ocidente devido ao elevado número de vítimas civis, vai continuar. Quem o garante é o próprio presidente sírio, Bashar al-Assad que, alheio às críticas, afirmou este domingo que "não existe contradição entre uma trégua e as operações de combate".

A trégua a que se refere Assad trata-se do cessar-fogo quotidiano de cinco horas, decidido de forma unilateral a pedido da Rússia, que apoia o regime sírio. Uma pausa nos combates que os Estados Unidos considerou "uma piada" e que a ONU já afirmou não estar a produzir resultados, tanto no que diz respeito à saída de civis, como ao encaminhamento de assistência humanitária para a população local.

Novas imagens de satélite, divulgadas este domingo, mostram os danos causados pelos bombardeamentos da aviação síria em várias partes de Ghouta Oriental.

As denúncias de uma situação humanitária catastrófica para a população civil da região, feitas pelo Ocidente, foram classificadas este domingo por Assad como uma "mentira rídicula".

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, os bombardeamentos sírios fizeram mais de 650 mortos civis no espaço de duas semanas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Embaixador iraniano na Síria promete retaliação após alegado ataque israelita destruir consulado

Ataque israelita destrói consulado iraniano em Damasco e mata alta patente militar

Pelo menos três mortos, entre os quais duas crianças, na explosão de carro armadilhado na Síria