Última hora

Última hora

Alemanha oficializa governo de coligação

Em leitura:

Alemanha oficializa governo de coligação

Alemanha oficializa governo de coligação
Tamanho do texto Aa Aa

"É finalmente tempo de começar a trabalhar."

As palavras de Angela Merkel acompanham a acção: foi a primeira a sentar-se para assinar a coligação governamental da União Democrata Cristã que lidera com o Partido Social-Democrata de Olaf Scholz, futuro ministro das finanças e a União Social-Cristã de Horst Seehofer, que vai ficar à frente do ministério do Interior.

Uma Europa mais forte, é o objetivo explícito de Merkel, quando alguns dos assuntos mais prementes passam pela negociação com os Estados Unidos de Donald Trump das anunciadas taxas sobre aço e alumínio e as ameaças de taxação sobre a indústria automóvel estrangeira.

"Percebemos durante as negociações que há muito trabalho pela frente. Trabalho duro e difícil. Mas esse é o pré-requisito para o sucesso do nosso país. (...) Trabalhamos para uma Europa dinâmica e de sucesso. Porque foi isto que aprendemos sucessivamente: a Europa é o garante de que a Alemanha tem voz num mundo cada vez mais perturbado."

Acaba assim para Merkel a difícil formação de governo falhada anteriormente com dois pequenos partidos e que desde Outubro a obrigou a um compasso de espera.

A iniciativa da União Europeia de encetar conversações com os Estados Unidos foi saudada pela Chanceler, que quer agora iniciar as da Alemanha e corresponder com uma visita em breve a França aos apelos de Macron para uma ambiciosa reforma da agenda da União Europeia.