Última hora

Última hora

James Levine demitido da Ópera de Nova Iorque depois de confirmado assédio sexual

Em leitura:

James Levine demitido da Ópera de Nova Iorque depois de confirmado assédio sexual

James Levine demitido da Ópera de Nova Iorque depois de confirmado assédio sexual
Tamanho do texto Aa Aa

O maestro norte-americano James Levine foi demitido da Ópera Metropolitana de Nova Iorque. A decisão foi tomada na sequência de uma investigação que confirmou casos de abuso e assédio sexuais. Num comunicado, a chamada "Met" explica que ficou provado que James Levine praticou atos de abuso sexual e teve uma conduta de assédio enquanto trabalhou com "artistas vulneráveis que estavam em início de carreira".

O maestro estava suspenso desde dezembro do ano passado depois do The New York Times ter publicado testemunhos de três pessoas que alegam terem sido alvo de abusos sexuais.

James Levine, de 74 anos negou todas as acusações.