Afinal, de onde veio o agente neurotóxico usado contra o ex-espião?

Afinal, de onde veio o agente neurotóxico usado contra o ex-espião?
Direitos de autor Reuters
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Responsável pelo laboratório que fica perto da cidade onde ocorreu o ataque nega que produto tenha tido origem ali

PUBLICIDADE

Ninguém sabe de onde veio o agente neurotóxico que foi usado no ataque ao ex-espião russo.

O governo de Putin deixou no ar a possibilidade deste produto ter tido origem num laboratório de Porton Down, o qual fica a 12km da cidade de Salisbury, onde ocorreu o ataque. Justificaram a acusação com por o laboratório "estar mais perto do que Moscovo.".

O responsável pelo laboratório da cidade inglesa diz que tal nunca poderia ter acontecido. 

"Temos o maior nível de controlo e sergurança à volta do trabalho que fazemos aqui. Nunca conseguiríamos operar se tivéssemos a falta de controlo que poderia resultar em qualquer coisa como esta, de algo sair de dentro do nosso edifício.", admitiu Gary Aitkenhead.

O ex-espião russo e a filha foram envenenados com um agente neurotóxico que teria sido usado, pela última vez, na Segunda Guerrra Mundial.

O Reino Unido acredita que a Rússia está por detrás do ataque, e, desde então, que a relação entre os dois países não tem sido a melhor.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Japão executa sete elementos da seita Aum Shinrikyo

Skripal: Rússia lamenta posíção da UE

Confrontos e detenções em protesto na Geórgia contra lei dos "agentes estrangeiros"