Última hora

Última hora

Embaixador russo nos EUA lamenta que o país tenha "expulsado amigos"

Em leitura:

Embaixador russo nos EUA lamenta que o país tenha "expulsado amigos"

Embaixador russo nos EUA lamenta que o país tenha "expulsado amigos"
Tamanho do texto Aa Aa

Já estão em casa os 60 diplomatas russos expulsos pelos Estados Unidos na sequência do caso Skripal. Ao aeroporto de Vnukovo, perto de Moscovo, chegaram dois voos, um de Washington e um de Nova Iorque, com um total de 171 pessoas - os diplomatas e as famílias. Nos autocarros que os levaram estava um código de leitura ótica com uma mensagem do embaixador: "Hoje, dezenas de colegas nossos, diplomatas russos, estão a deixar os Estados Unidos da América. Não são inimigos dos Estados Unidos. As autoridades americanas expulsaram amigos do país. Os nossos diplomatas estavam a desenvolver a cooperação entre a Rússia e os Estados Unidos", disse Anatoly Antonov na mensagem.

A Rússia respondeu às expulsões na mesma moeda. A bandeira norte-americana foi arriada no consulado de São Petersburgo, que foi encerrado. A Rússia expulsou o mesmo número de diplomatas que os russos expulsos pelos outros países.