Última hora
This content is not available in your region

Investigação de Mueller faz o primeiro preso

euronews_icons_loading
Investigação de Mueller faz o primeiro preso
Direitos de autor
REUTERS/Leah Millis
Tamanho do texto Aa Aa

Um advogado holandês foi sentenciado, na terça-feira, a 30 dias de prisão e a uma multa de 20 mil dólares por ter mentido aos agentes do FBI que investigam o antigo presidente da campanha de Donald Trump, Paul Manafort.

Esta é a primeira condenação resultante da inquirição liderada por Robert Mueller. O procurador especial investiga a alegada interferência russa nas eleições presidenciais dos Estados Unidos da América em 2016.

Em tribunal, Alex van der Zwaan admitiu ter mentido ao FBI e pediu desculpas pelo que classificou de "erro".

A sentença do holandês pode servir de referência para o que podem esperar os outros acusados de mentir nesta investigação, onde se incluem o antigo conselheiro de Segurança Nacional, Michael Flynn, e um ex-assessor de relações externas de Donald Trump.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.