Supremo mantém prisão para Lula

Supremo mantém prisão para Lula
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O pedido de 'habeas corpus' foi rejeitado após 11 horas de votação. 6 votos contra - 5 a favor.

PUBLICIDADE

(Em atualização)

O Supremo Tribunal Federal (STF) do Brasil recusou o habeas corpus pedido pela defesa de Lula da Silva para evitar a prisão ditada pela condenação no caso do apartamento de Guarujá.

A votação terminou já de madrugada com 6 votos contra e 5 a favor. Foi o voto da presidente do STF, Cármen Lúcia, que desempatou.

Com a decisão do Supremo, o ex-presidente brasileiro poderá ser preso, apesar de ter recorrido da sentença.

E agora Lula?

Com esta decisão do STF, Lula da Silva está mais perto da prisão, mas cabe no Tribunal Regional Federal da 4ª Região um recurso derradeiro. Um procedimento que os brasileiros chamam “embargos dos embargos”.

Sérgio Moro, juiz do processo Lavajato, no âmbito do qual Lula foi condenado, já defendeu publicamente a pena só seria cumprida depois de esgotados todos os recursos.

A defesa de Lula tem até a próxima terça-feira, dia 10 de abril, para questionar os desembargadores do Tribunal Regional Federal e pedir esclarecimentos sobre pontos específicos da decisão que rejeitou.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Ser Presidente na América Latina é um ofício perigoso"

Lula da Silva e a justiça brasileira

"Bloco da latinha": este desfile de Carnaval ouve-se muito antes de se ver