Última hora

Última hora

Viktor Orban dramatiza eleições e apela ao voto

Em leitura:

Viktor Orban dramatiza eleições e apela ao voto

Viktor Orban dramatiza eleições e apela ao voto
@ Copyright :
REUTERS/Bernadett Szabo
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de húngaros encheram esta sexta-feira a praça do município de Székesfehérvár, a 60 quilómetros da capital Budapeste, para o último comício de Viktor Orban.

O líder do partido Fidesz procura a reeleição para um terceiro mandato seguido como primeiro-ministro da Hungria, sem se desviar da política anti-imigração e eurocética que ditou a sua ascensão.

Na histórica cidade onde o primeiro rei húngaro foi coroado, Viktor Orban acentuou o cariz histórico das eleições de domingo, comparando-as com o momento da queda do comunismo, e fez um discurso marcado pelo medo dos supostos inimigos externos.

"Vinte e oito anos depois da queda do comunismo, o nosso país está em risco. Os partidos da oposição estão sob controlo de interesses estrangeiros para governar este país. Políticos da oposição, contratados por interesses externos, querem chegar ao poder para destruir as nossas fronteiras e aplicar as quotas migratórias de Bruxelas para transformar a Hungria num país de migrante e servir as suas estruturas do poder financeiro", afirmou.

Apesar da complexidade do sistema eleitoral húngaro, assente em listas de candidatos distritais e listas partidárias, Orban emerge como o claro favorito à vitória.

As últimas sondagens dão ao Fidesz cerca de 35% dos votos, muito à frente das outras formações políticas, como os populistas do Jobbik ou o Partido Socialista.