Aumenta a tensão entre EUA e Rússia

Aumenta a tensão entre EUA e Rússia
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A tensão entre EUA e Rússia está a aumentar devido à crise na Síria e ao alegado ataque em Douma.

PUBLICIDADE

Poderá estar para breve uma resposta ao alegado ataque com armas químicas na Síria, por parte dos EUA e dos seus aliados.

Na sua conta de Twitter, Donald Trump tinha deixado ameaças a Moscovo, aliado do presidente sírio Bashar al-Assad. O presidente do país norte-americano afirmava:

"A Rússia promete derrubar todos e quaisquer mísseis lançados contra a Síria. Prepare-se Rússia, porque eles virão, bons e novos e "inteligentes"! Vocês não devem ser parceiros de um Animal que mata com gás o seu povo e fica satisfeito com isso!"

A Rússia não parece intimidada com as ameaças. As acusações aos EUA também não se fizeram esperar, ainda assim Vladimir Putin mostra-se, de alguma forma, cauteloso:

"A situação no mundo está a tornar-se caótica. No entanto, esperamos que o bom senso prevaleça e que as relações internacionais entrem por canais construtivos", afirmou Putin.

Apesar das palavras apaziguadoras há relatos de que a Rússia retirou navios de guerra da sua base naval em Tartus.

Moscovo anunciou, esta quarta-feira que vai implementar unidades da polícia militar em Douma, local do alegado ataque químico.

A Rússia acusa os EUA de quererem bombardear a Síria para apagar as provas que explicam o ataque.

Já a Organização Mundial de Saúde adiantava que há relatos de 500 pessoas com sinais de exposição a químicos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataque russo em zona controlada pelos rebeldes sírios mata dois civis

Ataque aéreo russo no noroeste da Síria faz pelo menos oito mortos

Ataque aéreo provoca várias vítimas mortais num mercado no noroeste da Síria