EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Confirmado que foi usado veneno letal nos Skripal

Confirmado que foi usado veneno letal nos Skripal
Direitos de autor 
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Organização para a Proibição de Armas Químicas confirma que foi usado um veneno mortal em Skripal e na sua filha, de nome Novichok.

PUBLICIDADE

O veneno letal usado no ex-espião russo e na sua filha, no mês passado em Inglaterra, é um agente neurotóxico chamado Novichok, de uma pureza elevada. A conclusão é da Organização para a Proibição de Armas Químicas, o que dá força ao Reino Unido. A primeira-ministra britânica, Theresa May, tinha afirmado a mesma coisa, na sequência das investigações conduzidas no país e as novas conclusões já levaram ao pedido de reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas, pelo Reino Unido.

A Grã-Bretanha acusa a Rússia pelo envenenamento dizendo que o referido agente tóxico usado nos Skripal foi desenvolvido pela União Soviética nos anos 70 e 80.

Moscovo nega, desde o início, qualquer envolvimento neste caso e diz que só acreditará nos resultados divulgados esta quinta-feira depois de ter acesso à investigação.

A Rússia chegou mesmo a afirmar que o ataque foi conduzido pelo Reino Unido como forma de alimentar a histeria antirrussa.

Sergei Skripal, um ex-coronel dos serviços secretos russos foi espião do Reino Unido durante vários anos. A 4 de março foi encontrado, ele e a sua filha, inconscientes num banco perto de um centro comercial em Salisbury.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Investigação revela alegado campo para espiões russos em França

PM britânica em Salisbury um ano depois do ataque químico

"Histeria anti-Rússia está a perder fôlego"