Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Argentinos contestam pedido de ajuda ao FMI

Argentinos contestam pedido de ajuda ao FMI
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Argentina pediu ajuda financeira ao Fundo Monetário Internacional e a decisão foi justificada com a necessidade de preparar o país para o novo cenário global e evitar as crises do passado. O peso argentino encontra-se atualmente num mínimo histórico face ao dólar mas nem todos aceitaram a medida tomada pelo presidente Mauricio Macri.

É o caso de Agustín Rossi, líder da bancada parlamentar da coligação Frente para la Victoria-Partido Justicialista, que afirma que "o Governo recorreu à pior solução, porque sempre que recorreremos ao Fundo Monetário Internacional os argentinos acabaram por receber notícias muito más."

Bem fresca ainda na memória dos argentinos está a crise económica que deixou o país de rastos entre 1998 e 2002, e que provocou mais de 20 mortes nos protestos contra a decisão dos bancos de congelar os depósitos.