Última hora

Última hora

Novos Governos de Espanha e Itália animam mercados bolsistas

Em leitura:

Novos Governos de Espanha e Itália animam mercados bolsistas

Novos Governos de Espanha e Itália animam mercados bolsistas
Tamanho do texto Aa Aa

Rajoy caiu e os mercados bateram palmas. O Governo de Espanha foi afastado esta sexta-feira e a nova solução governativa, protagonizada pelo PSOE de Pedro Sanchéz teve bons reflexos na bolsa de Madrid que fechou a subir cerca de 2%. Também os juros da dívida do país recuaram.

Os investidores defendem que há menos incertezas do que se fossem realizadas eleições antecipadas. De qualquer forma, mesmo que a primeira reação tenha sido positiva, os analistas estão apreensivos quanto ao futuro de Espanha. Stefan Scharffetter, do Baader Bank's Securitised Derivates, explica que "em Espanha, esta crise governativa surge no pior momento. O país recuperou e economicamente está a caminhar pelo próprio pé mas agora têm problemas políticos, apesar de ser um dos pilares de estabilidade da Europa. Esperemos que acalme. Mas no geral, dentro do quadro das condições da União Europeia, esta não é uma situação positiva".

Em Itália, as preocupações são mais ou menos semelhantes. A nomeação e tomada de posse do novo governo estancaram a hemorragia na bolsa e na dívida italianas. Milão fechou a ganhar mais de 2%.

Mas neste caso as incertezas ainda são maiores. Os analistas dizem que é impossível fazer previsões sobre o que vai acontecer em Itália nos próximos anos.