EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Portugal sofre corte de 15% no desenvolvimento rural

Vacas a pastar a propósito dos cortes na PAC
Vacas a pastar a propósito dos cortes na PAC
Direitos de autor 
De  Ricardo Borges de Carvalho
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Comissão Europeia apresentou hoje a proposta de orçamento para o período de 2021 - 2027 e Portugal deverá receber 3.449 milhões de euros (menos 600 milhões que o quadro atual). Segue-se a negociação entre estados-membros e Parlamento Europeu.

PUBLICIDADE

Portugal deverá receber menos 600 milhões de euros da União Europeia para o desenvolvimento rural no período de 2021 a 2027. Já o valor dos pagamentos diretos aos agricultores deverá manter-se.

A proposta de Orçamento da Comissão para a Política Agrícola Comum foi apresentada esta sexta-feira e prevê um corte nas verbas de 15% para todos os países, neste chamado segundo pilar da PAC.

Cortes que se devem em grande parte à saída do Reino Unido da União Europeia.

A proposta prevê também um novo método de repartição do dinheiro com a Comissão a flexibilizar a forma como cada estado-membro pode usar as verbas da Política Agrícola Comum.

Uma novidade que o Comissário europeu da Agricultura, Phill Hogan, considera que vai simplicar a PAC e ajudar o setor da Agricultura a tornar-se mais resiliente.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Von der Leyen debateu com rivais sobre orçamento da UE e comércio com China

Agricultores voltaram a protestar em Bruxelas para exigir mais apoios

Bloqueio de autoestrada na Polónia torna-se permanente