Última hora

Última hora

Estado britânico perde 2,3 mil milhões de euros na venda do RBS

Em leitura:

Estado britânico perde 2,3 mil milhões de euros na venda do RBS

Estado britânico perde 2,3 mil milhões de euros na venda do RBS
Tamanho do texto Aa Aa

2,3 mil milhões de euros. É este o valor aproximado da perda do Estado britânico na venda de uma parte da sua posição no Royal Bank of Scotland (RBS), a instituição nacionalizada durante a crise financeira de 2008.

A alienação de 7,7% da maior instituição bancária escocesa até rendeu 2,85 mil milhões de euros aos cofres estatais, mas o valor de venda de cada ação foi praticamente metade daquilo que o governo pagou há dez anos.

Apesar de algumas críticas pela fatura assumida pelos contribuintes, o ministro britânico das Finanças, Philip Hammond, defendeu a operação, explicando através de uma mensagem publicada na rede social Twitter que o capital arrecadado vai ser usado na redução da dívida pública.

Para o membro do Executivo do Reino Unido, a alienação de parte do RBS é a "decisão certa" para colocar o banco no caminho da reprivatização.

Por outro lado, o líder executivo do RBS, Ross McEwan, congratulou o governo de Theresa May por avançar com esta medida.

"Estou feliz, porque o Governo decidiu que este é o momento certo para começar o processo de venda das ações", declarou.

Depois de ter investido mais de 50 mil milhões de euros em 2008, o Estado britânico ficou agora com uma participação de 62,4% por cento no RBS.