A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Harvey Weinstein declara-se inocente de violação

Harvey Weinstein declara-se inocente de violação
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

É a chegada a Tribunal, esta terça-feira, em Nova Iorque, do empresário cinematográfico Harvey Weinstein para se declarar inocente dos primeiros crimes de violação e violência sexual de foi acusado.

A pena pode cumular até aos 25 anos se os dois primeiros processos, referentes a duas mulheres, tiverem um desfecho condenatório para Weinstein.

Mais de 70 mulheres acusaram o co-fundador dos estúdios de cinema Miramax de comportamento sexual impróprio, que inclui violação, numa série de incidentes que datam de há décadas.

As acusações estiveram na origem do movimento online MeToo, que tem agregado centenas de mulheres que denunciam publicamente homens proeminentes de comportamento sexual inadequado.

O advogado de Weinstein diz ir pôr em causa a credibilidade das testemunhas e antecipa uma possível não realização de julgamento.