Última hora

Última hora

Cunhado do rei de Espanha vai para a prisão

Em leitura:

Cunhado do rei de Espanha vai para a prisão

Cunhado do rei de Espanha vai para a prisão
Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal de Palma de Maiorca deu cinco dias a Iñaki Urdangarin para se entregar às autoridades. O cunhado do Rei de Espanha foi condenado a cinco anos e dez meses de prisão pelo Tribunal Supremo Espanhol, pelos crimes de fraude fiscal, tráfico de influências, desvio de dinheiros públicos e branqueamento de capitais, entre outros, no âmbito do Caso Nóos.

O Supremo reduziu a pena a que Urdangarin tinha sido condenado anteriormente em seis meses, por não ter ficado provado que tenha falsificado documentos.

O tribunal também reduziu a indemnização que tinha sido imposta à Mulher de Urdangarin e irmã de Felipe VI, infanta Cristina, pela sua responsabilidade civil a título lucrativo para quase metade, cerca de 137 mil euros.

O Supremo considerou que a infanta não pode responder pelos delitos fiscais do marido e a diferença entre as duas quantias, cerca de 129 mil euros, vai ser agora assumida por Urdangarin.