Última hora

Última hora

Separatistas detidos seguem para prisões na Catalunha

Separatistas detidos seguem para prisões na Catalunha
Tamanho do texto Aa Aa

Os seis líderes separatistas presos em Madrid foram transferidos para a Catalunha.

Depois de o juiz do Supremo Tribunal Pablo Llarena ter considerado não haver "razão processual" para manter os detidos na capital espanhola, o executivo de Pedro Sánchez autorizou a transferência, que teve início esta terça-feira.

Após uma noite nos centros penitenciários de Zuera e Alcalá, os detidos foram levados pela Guardia Civil para prisões em Girona e Barcelona.

Oriol Junqueras, líder do ERC (Esquerda Republicana da Catalunha), Jordi Sanchez, ex-presidente da associação independentista Assembleia Nacional Catalã (ANC), Jordi Cuixart, líder da instituição independentista Omnium Cultural, Carme Forcadell, antiga presidente do Parlamento catalão, Raül Romeva, ex-conselheiro de economia do governo regional catalão, e Dolors Bassa, ex-conselheira do Trabalho, Assuntos Sociais e Família da Generalitat da Catalunha, foram acusados de rebelião, sedição e peculato, no seguimento da tentativa de proclamação da independência da Catalunha.

No total vão ser transferidos 22 detidos.