Última hora

Última hora

Casal britânico foi exposto à mesma substância que ex-espião russo

Em leitura:

Casal britânico foi exposto à mesma substância que ex-espião russo

Casal britânico foi exposto à mesma substância que ex-espião russo
Tamanho do texto Aa Aa

Um casal foi encontrado inconsciente no sábado numa casa localizada em Amesbury, no Reino Unido. No início pensou-se que a situação se devesse a um abuso de consumo de droga. Os paramédicos levaram as vítimas para o hospital, a cerca de treze quilómetros, o mesmo onde Sergei e Yulia Skripal foram tratados, e onde se descobriu que se trata de mais um caso de envenenamento.

O acesso á casa bem como a vários estabelecimentos na localidade e também em Salisbury, incluíndo a farmácia local e uma Igreja Baptista, estão vedados, enquanto a polícia tenta determinar os passos que precederam à tragédia.

O envenenamento do casal em Wiltshire foi causado pelo agento neurotóxico novichok, a mesma substância utilizada no caso do ex-espião russo e a sua filha há quatro meses.

O casal, que se presume tratar-se de Charlie Rowley e Dawn Sturgess, estão em estado crítico.

Um agente da unidade anti-terrorista britânica, agora a cargo da investigação, declarou:

“Depois da análise detalhada das amostras, podemos confirmar que o casal foi exposto ao agente nervoso novichok, o mesmo que contaminou Yulia e Sergei Skripal. No entanto, não podemos confirmar que a substância é do mesmo lote usado no ataque de março.”

O ataque de março desencadeou a maior crise diplomática russa desde a Guerra Fria. Aliados na Europa e Estados Unidos tomaram o partido da primeira-ministra britânica Theresa May, que declarou que Moscovo ou é responsável ou perdeu o controlo sobre o agente nervoso.