Última hora

Ex-primeiro ministro do Paquistão condenado por corrupção

Ex-primeiro ministro do Paquistão condenado por corrupção
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Nawaz Sharif, ex-primeiro do Paquistão, foi condenado a 10 anos de prisão e a uma multa de 10 milhões e 600 mil dólares por corrupção. A filha e o genro também foram condenados.

O veredicto veio abalar a já conturbada campanha para as eleições de 25 de julho. Mas Sharif viveu o momento à distância, em Inglaterra, onde se encontra a acompanhar os tratamentos médicos da mulher.

O caso remonta à década de 90, quando o político e a família fizeram lavagem de dinheiro para comprar quatro apartamentos em Londres.

A sentença agora proferida veio marcar um momento histórico no país: pela primeira vez, um ex-primeiro ministro foi condenado por corrupção no Paquistão.

Já em 2017, Sharif tinha sido destituído do cargo executivo pelo Supremo Tribunal, na sequência de uma investigação do governo à riqueza da família, após a divulgação do caso "Panama Papers".

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.