EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

França ainda sofre com derrota face a Portugal

França ainda sofre com derrota face a Portugal
Direitos de autor 
De  Luis Guita
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

França é apontada como favorita na final do Mundial com a Croácia. Os jogadores franceses recusam o favoritismo que lhes custou a derrota no Campeonato da Europa de 2016 frente a Portugal. O médio da seleção francesa, Paul Pogba, diz que a França está determinada a não cometer os mesmos erros.

PUBLICIDADE

França é apontada por muitos como a favorita no confronto com a Croácia na final do Mundial da Rússia.

Contudo, os jogadores não querem o titulo de favoritos que lhes custou caro há dois anos, quando perderam o Campeonato da Europa frente a Portugal.

O médio da seleção francesa, Paul Pogba, diz que a França está determinada a não cometer os mesmos erros.

"Conheço o gosto da derrota numa final. E, realmente, não é bom, é muito amargo. Lembro-me da derrota, não é realmente bom. Não vamos abordar esta final como o Euro de 2016. Vamos terminar bem, com sorrisos, para fazer a França explodir." afirmou Paul Pogba.

França, campeã do mundo em 1998 depois de vencer a Croácia na semifinal, está na terceira final. Croácia entra em território desconhecido e o selecionador diz que será o jogo mais difícil.

"Sim, será (o mais dificil) porque estamos a disputar a final e as duas melhores seleções estão na final. Eles chegaram à final merecidamente. Será o nosso adversário mais difícil e o nosso jogo mais difícil. A França é muito perigosa em contra-ataques, em transições rápidas. Temos que ter muito cuidado com isso. Não será fácil defender contra-ataques e transições rápidas, particularmente com (Kylian) Mbappe e (Antoine) Griezmann, que são realmente rápidos e perigosos," revelou o selecionador da Croácia, Zlatko Dalic.

França e Croácia disputam a final do Campeonato do Mundo de futebol, no domingo, no Estádio Luzhniki, em Moscovo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Forças de segurança realizam operações na capital da Nova Caledónia para controlar onda de violência

Macron desloca-se à Nova Caledónia para tentar pôr termo à violência no arquipélago

Forças de segurança francesas tentam retomar o controlo da principal autoestrada da Nova Caledónia