Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Visita à Irlanda do Norte de Theresa May

Visita à Irlanda do Norte de Theresa May
Tamanho do texto Aa Aa

A primeira-ministra britânica Theresa May está na Irlanda do Norte para uma visita de dois dias.

A visita tem dois objetivos. Relativamente à situação política, após a demissão do vice-primeiro-ministro Martin McGuinness a assembleia legislativa em Stormont não reúne desde Janeiro do ano passado. A primeira-ministra irá tentar ultrapassar o impasse, o que lhe trará benefícios para os seus planos para o brexit.

No que diz respeito à saída da União Europeia, Theresa May visitou a fronteira de Fermanagh, situada no distrito eleitoral de Arlene Foster, líder do Partido Unionista Democrático (DUP), parceiro do governo minoritário da primeira-ministra britânica desde o ano passado. Theresa May e o ex-ministro para o brexit David Davis tinham sido alvo de críticas por nunca terem visitado a dita fronteira desde o brexit apesar desta ser um dos pontos mais sensíveis das negociações.

No seu discurso de hoje, Theresa May irá oferecer garantias dos efeitos positivos dos seus planos de Chequers para a Irlanda do Norte, e frisar que a União Europeia terá que fazer concessões relativamente ao chamado sistema de backstop na dita fronteira.

A questão da fronteira é um imbróglio político para a primeira-ministra britânica. Trata-se de uma extensão de cerca de 500km com 270 pontos de passagem e ninguém deseja quaisquer controlos nesta fronteira. O Partido Unionista Democrático (DUP) está a pressionar Theresa May para que a Irlanda do Norte beneficie exactamente dos mesmos termos que os do acordo final de brexit para a Inglaterra, País de Gales e Escócia.