A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Zimbabué prepara-se para eleições presidenciais

 Zimbabué prepara-se para eleições presidenciais
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Após longas semanas de campanha, o Presidente do Zimbabué, Emmerson Mnangagwa, fez um último apelo à população. O país vai a votos esta segunda-feira e prepara-se para as primeiras presidenciais sem Robert Mugabe que foi obrigado a renunciar em novembro, depois do golpe de Estado.

Mnangagwa e o rival Chamisa prometeram reconstruir uma economia destruída pelo governo de Mugabe: "Vamos a votos pelo futuro, não pelo hoje nem pelo amanhã, mas pelas próximas gerações", disse Mnangagwa.

Chamisa disse aos partidários que os cidadãos do país estariam "condenados" se Mnangagwa vencer as eleições: "Se perdermos a nossa oportunidade na segunda-feira, estaremos condenados para a vida, porque sabemos que o governo atual não tem ideias, noção nem direção."

A campanha desenrolou-se de forma pacífica em comparação com eleições anteriores, mas há relatos de intimidação nas zonas rurais. Emmerson Mnangagwa é o favorito, embora a última sondagem indique que o resultado pode ser imprevisível.