EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Partido do poder no Zimbabué conquista maioria de dois terços no Parlamento

Partido do poder no Zimbabué conquista maioria de dois terços no Parlamento
Direitos de autor 
De  Patricia Tavares
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As primeiras eleições no Zimbabwe após o afastamento de Robert Mugabe indicam que o partido de Emmerson Mnangagwa, a União Africana Nacional do Zimbabwe-Frente Patriótica (ZANU-PF), se vai manter no poder.

O partido no poder no Zimbabué, a União Nacional Africana do Zimbabué-Frente Patriótica (ZANU-PF), conquistou a maioria absoluta de dois terços nas eleições de segunda-feira e a oposição protesta.

PUBLICIDADE

Segundo os últimos relatos a violência aumenta e uma pessoa foi abatida nos protestos, em Harare. A polícia e os oficiais do exército já foram destacados para controlar as ruas.

De acordo com os resultados parciais, o partido liderado pelo presidente Emmerson Mnangagwa obteve 110 assentos na Assembleia Nacional. Existem 210 assentos parlamentares no Zimbabwe. Esta maioria permite fazer alterações à constituição.

A oposição já questionou os primeiros resultados. O candidato rival, Nelson Chamisa, declarou que vai liderar protestos pacíficos se a votação for considerada irregular.

De acordo com a Comissão Eleitoral os resultados das presidenciais vão ser divulgados até 4 de agosto. A comissão eleitoral adiantou também que "não houve fraude" nestas primeiras eleições sem Robert Mugabe, que dirigiu os destinos do país durante 37 anos e foi obrigado a abandonar o poder em 2017, depois de um golpe militar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presentes a tribunal membros da oposição zimbabueana

Tensão calma nas ruas de Harare

Zimbabué: prolongada votação nas eleições presidenciais