EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Calor e incêndios não dão tréguas em Portugal

Calor e incêndios não dão tréguas em Portugal
Direitos de autor 
De  João Paulo Godinho com LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Vaga de calor prossegue este domingo, naquele que é já o terceiro dia do incêndio na Serra de Monchique, um dos maiores registados em 2018.

PUBLICIDADE

Portugal continua em alerta máximo por causa do calor e dos incêndios e na serra de Monchique, no Algarve, trava-se já o terceiro dia de batalha contra as chamas.

Na manhã deste domingo estavam no terreno 720 bombeiros e 193 veículos, com mais de uma dezena de meios aéreos, para fazer face a duas frentes de fogo ativas.

Segundo as autoridades, o vento constante e a vaga de calor que bateu recordes este sábado em vários pontos do país contribuíram de forma decisiva para a força deste incêndio, que não chegou a ser afetado pela chuva que chegou a cair ao final do dia em alguns pontos do Algarve.

Mais de 100 pessoas foram retiradas da zona e a área ardida é já muito superior aos mil hectares reportados no último balanço.

Um outro incêndio, em Estremoz, no Alentejo, já foi dominado, mas ainda provocou seis feridos, dois deles em estado grave e que foram transportados para Lisboa.

Paralelamente, o distrito de Santarém está também a ser fustigado pelas chamas e três incêndios - nas freguesias de Alcanede, Arrouquelas e Samora Correia - mobilizaram quase 700 bombeiros, perto de duas centenas de veículos e oito meios aéreos.

As temperaturas vão continuar em torno dos 40 graus este domingo um pouco por todo o território, naquela que é já a vaga de calor mais grave desde 2003.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Calor extremo complica combate a incêndios na Península Ibérica

Sábado foi o dia mais quente dos últimos 18 anos em Portugal

Abstenção e desconhecimento sobre a UE serão teste às eleições europeias em Portugal