A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Chinesa Baidu diz-se "preparada para vencer a Google"

Chinesa Baidu diz-se "preparada para vencer a Google"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Adivinha-se um braço de ferro, na China, entre dois motores de busca: a empresa chinesa Baidu e o gigante internacional Google. O presidente executivo da Baidu, Robin Li, disse que a empresa "está preparada para vencer" a concorrente norte-americana.

Na semana passada, a Reuters avançou que a Google está a desenvolver uma versão censurada do seu motor de busca para regressar à China, mercado que abandonou há oito anos.

Segundo os dados da StatCounter, no início de 2010, a Baidu controlava 57% do mercado das pesquisas online na China, enquanto a Google detinha 41%.

As ações da Baidu caíram 8% no dia 1 de agosto, quando foi noticiado o possível regresso da Google ao país asiático.

A norte-americana saiu do mercado chinês devido a preocupações éticas sobre as leis de censura.