A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Ryanair garante 85% dos voos apesar da greve

Ryanair garante 85% dos voos apesar da greve
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

400 voos cancelados e e cerca de 60 mil passageiros afetados.

São os números da greve desta sexta-feira da Ryanair em cinco países europeus: Alemanha, Suécia, Irlanda, Bélgica e Holanda.

Os sindicatos pedem melhores condições de trabalho, salários mais justos e diálogo.

Ingolf Schumacher, presidente do sindicato Vereinigung Cockpit, pede uma mudança:

“O que está aqui em causa é mostrar à administração que tem de acabar o ataque aos seus colaboradores. E é isso que esperamos conseguir hoje. E enviamos uma mensagem direta a Dublin: a Ryanair tem de mudar.

A Ryanair garantiu que vai realizar 85% dos voos programados e, em comunicado, afirmou que "a maior parte dos clientes afetados foi colocada noutros voos”.