Última hora

Última hora

Alegações de anti-semitismo contra Jeremy Corbyn

Em leitura:

Alegações de anti-semitismo contra Jeremy Corbyn

Alegações de anti-semitismo contra Jeremy Corbyn
Tamanho do texto Aa Aa

O líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, está no centro de uma controvérsia relativa a anti-semitismo no Reino Unido há já alguns meses e as novas alegações constituem mais um capítulo desta disputa.

Na primeiras páginas da sua edição de domingo, o Daily Mail divulgou, com recurso a fotografias, que durante uma visita à capital tunisina para uma conferência, em 2014, Jeremy Corbyn participou numa cerimónia em memória de membros do grupo militante palestiniano Setembro Negro, ligado ao homicídio de atletas israelitas durante os Jogos Olímpicos de Munique de 1972.

Jeremy Corbyn afirmou que esteve presente numa cerimónia em memória de membros da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) cuja sede for bombardeada em 1985.

De acordo com o Daily Mail, o cemitério de Tunis onde se encontrava Jeremy Corbyn alberga um monumento de homenagem às vítimas do ataque israelita de 1985 na sede da OLP bem como túmulos de elementos do grupo dissidente da OLP Setembro Negro.