Última hora

Última hora

Duas mortes depois do chumbo da lei do aborto pelo Senado

Em leitura:

Duas mortes depois do chumbo da lei do aborto pelo Senado

Duas mortes depois do chumbo da lei do aborto pelo Senado
Tamanho do texto Aa Aa

Na Argentina, duas mulheres morreram vítimas de complicações geradas por abortos clandestinos.

As mortes ocorreram durante a semana que se seguiu ao chumbo da reforma da lei do aborto da parte do Senado.

A primeira das mortes teve lugar num hospital de Buenos Aires. Uma mulher tentou pôr termo à gravidez ao beber chá de salsa.

Mãe de um menino de dois anos, chegou às urgências com uma infeção grave. Uma segunda morte foi registada região metropolitana da capital argentina.

As plataformas sociais dizem que o debate não deve ser abandonado, apesar da decisão da Câmara Alta.

Os abortos feitos em casa com recurso à ingestão de substâncias, ou utilização agulhas ou cabides são prática corrente no país latino-americano.

O ministério da Saúde argentino fala em quinhentos mil abortos ilegais por ano.