Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Feriado na Venezuela para assinalar nova moeda

Feriado na Venezuela para assinalar nova moeda
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Esta segunda-feira, entra em vigor o bolívar soberano - a moeda que "corta" cinco zeros ao bolívar forte, em uso até este domingo. Um bolívar soberano vale 100 000 mil bolívares fortes.

Foram anunciadas 300 estações de câmbio mas a população aguarda mais informação.

Maria Carianes, comerciante, diz que só sabe "o que o Presidente anunciou na televisão", que não percebe bem como tudo vai acontecer, mas que não lhe parece um processo fácil.

A reconversão faz parte de um pacote económico mais vasto que o chefe de Estado venezuelano anunciou com o objetivo de estabilizar a economia, mas a população tem muitas reservas.

A Venezuela passa a ter também uma cripto-moeda, o Petro - novo indexante cambial. É obrigatório para todas as operações relacionadas com o petróleo, mas não tem reconhecimento internacional.

"Contra a hiperinflação e a fome", os dois maiores partidos da oposição marcaram greve geral e manifestações para terça-feira.

Vários economistas mostram-se preocupados pelas medidas anunciadas. Consideram que vão contribuir para uma subida dos preços, num país que regista já hiperinflação. Segundo o Fundo Monetário Internacional, a Venezuela deve terminar 2018, com uma inflação acumulada de um milhão por cento.