Última hora

Última hora

França, Alemanha e EUA anunciam apoio a Londres no caso Novichok

Em leitura:

França, Alemanha e EUA anunciam apoio a Londres no caso Novichok

França, Alemanha e EUA anunciam apoio a Londres no caso Novichok
Tamanho do texto Aa Aa

A França, a Alemanha, os Estados Unidos e o Canadá fizeram uma declaração conjunta em apoio às conclusões das autoridades britânicas que comprometem os serviços secretos russos no caso Novichok.

Para Londres, não há grandes margens para dúvidas: a responsabilidade final do envenenamento de Sergei e Iulia Skripal, alegadamente cometido por dois homens, pertence a Vladimir Putin. A ofensiva britânica a Moscovo subiu mais um degrau com esta posição assumida pelo secretário de Estado da Segurança.

Theresa May convocou, para esta quinta-feira, uma reunião urgente do Conselho de Segurança da ONU para debater o novo capítulo deste caso.

"Estou em condições de anunciar ao parlamento que, tendo em conta as informações recolhidas pelos serviços secretos, os dois homens identificados pela polícia são oficiais dos serviços militares russos", declarou a primeira-ministra britânica.

Mais uma vez, a resposta de Moscovo fala em "acusações sem fundamento", numa "propaganda" internacional orquestrada contra o Kremlin. Uma porta-voz do governo, Maria Zakharova, veio à televisão russa dizer que os homens em questão não são conhecidos dos serviços russos.

"Para obter um visto britânico, um cidadão russo que entre no Reino Unido vindo da Rússia tem de preencher um sem número de papéis e documentos. Mais importante que isso, tem de deixar na embaixada cópias das suas impressões digitais. Nós solicitámos ao governo britânico as cópias dessas impressões. Mas, obviamente, recusaram fazê-lo, tal como fizeram com todo o material que já tínhamos pedido antes", explica Zakharova.

O que Londres ainda não consegue explicar é o motivo que levou ao envenenamento do antigo espião russo, entregue pelo Kremlin numa troca efetuada em 2010. Nem tão pouco o porquê do recurso ao neurotóxico Novichok, uma substância pouco comum, utilizada sobretudo durante a era soviética.