A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Situação de Idlib debatida em Teerão e na ONU

Situação de Idlib debatida em Teerão e na ONU
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, foi o primeiro a chegar a Teerão esta manhã. Vladimir Putin desembarcava cerca de 40 minutos depois. Ambos reuniram-se com o homólogo iraniano, Hassan Rohani, para debater a situação de Idlib, o último bastião dos rebeldes na Síria.

São posições divergentes que estão em debate: Teerão e Moscovo apoiam o regime sírio; Ancara alinha-se com os insurgentes.

Os alertas sobre uma catástrofe humanitária repetem-se. Há cerca de três milhões de habitantes na região de Idlib, onde estará iminente um ataque em larga escala das forças governamentais.

Aliás, a Rússia tem continuado a conduzir raides aéreos sobre alvos jihadistas.

A cimeira tripartida em Teerão tem lugar no mesmo dia em que os Estados Unidos levam a situação de Idlib ao Conselho de Segurança da ONU.

Entretanto, a porta-voz da diplomacia russa, Maria Zakharova, voltou a sublinhar que "é necessária a liquidação total e definitiva dos terroristas em todo o território da Síria".