EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

"És um ladrão e deves-me um pedido de desculpas"

"És um ladrão e deves-me um pedido de desculpas"
Direitos de autor 
De  Ana Serapicos
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As palavras são de Serena Williams, dirigidas ao árbitro português Carlos Ramos, que arbitrou a final do Open dos EUA

PUBLICIDADE

A final do Open dos EUA ficou marcada pela discussão entre Serena Williams e o árbitro do jogo, o português Carlos Ramos.

Durante o duelo, o qual Serena acabou por perder frente à japonesa de 20 anos Naomi Osaka por 6-2 e 6-4, a atleta norte-americana recebeu três violações de código.

As violações surgem depois de Serena ter, alegadamente, recebido indicações do treinador que estava na bancada. Foi nesse momento que a discussão entre a atleta norte-americana e o árbitro português começou. 

"Eu não faço batota, prefiro perder", disse a atleta ao árbitro, depois deste lhe dar o primeiro aviso. A discussão continuou. "Não recebi indicações do meu treinador! Não recebi indicações do meu treinador!", disse Serena. "Você deve-me um pedido de desculpas! Eu nunca fiz batota na minha vida. Tenho uma filha e imponho-me pelos direitos! Deve-me um pedido de desculpas!", disse. 

Serena virou costas ao árbitro e continuou: "Deve-me um pedido de desculpas. Não fale comigo! E roubou-me um ponto, é um ladrão! Se eu fosse um homem não me fazia isto", disse a atleta norte-americana. 

Depois do jogo, Serena Williams recusou-se a apertar a mão ao árbitro português mas congratulou a atleta japonesa pela vitória no Grand Slam. 

Mais tarde, em conferência de imprensa, Serena Williams explicou o sucedido, disse que estava a "lutar pelos direitos das mulheres" por já ter assistido "a situações parecidas com jogadores masculinos", que acabaram por receber penalizações diferentes "por serem homens".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Serena Williams multada em 15 mil euros por protestos

Serena Williams derrotada no regresso aos campos

Djokovic conquista Open dos EUA e sobe a número 1 do mundo