Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Governo britânico debate planos de contingência para uma saída da União Europeia sem acordo

Governo britânico debate planos de contingência para uma saída da União Europeia sem acordo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma reunião extraordinária do plenário do governo de Theresa May teve início às oito e meia da manhã de hoje e terá a duração de cerca de três horas. Está também presente o governador do Banco de Inglaterra Mark Carney, que anunciou há dias que irá permanecer nas suas funções por mais seis meses, para assegurar continuidade até à conclusão do processo de brexit.

Na agenda da reunião está a análise aprofundada do cenário da falta de acordo para a saída da União Europeia. O ministro do comércio internacional Liam Fox atríbuiu no verão uma chance de 60 % para a falta de acordo, chance que Mark Carney considerou demasiado elevada.

Embora os negociadores da União Europeia se mostrem prontos para chegar a um acordo depois dos contactos bilaterais de Theresa May com líderes de estados-membros durante o verão, o partido conservador está preocupado com a possibilidade do governo não conseguir votos suficientes para aprovar os planos de Chequers no parlamento no outono.

Por isso, na reunião de hoje serão definidos planos de contingência para o caso de os planos de Chequers não obterem a aprovação da Câmara dos Comuns. Neste caso, uma das eventuais opções seria a convocação de eleições antecipadas mas há também vozes a favor da realização de um segundo referendo, opção que a primeira-ministra britânica exclui.

As negociações para um acordo de saída do Reino Unido da UE deverão ser concluídas antes da cimeira de outubro em Bruxelas, mas estão ainda por resolver, entre outras, a questão da fronteira entre a Irlanda do Norte e a Irlanda, membro da UE.

O brexit está marcado para 29 de março de 2019.