A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"Estado da União": Juncker, Hungria e infraestruturas

Julie Sargentini (verde escuro) foi autora do relatório sobre Hungria
Julie Sargentini (verde escuro) foi autora do relatório sobre Hungria -
Direitos de autor
REUTERS/Vincent Kessler TPX IMAGES OF THE DAY
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O discurso do presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, sobre o estado da União, no Parlamento Europeu, marcou a atualidade europeia desta semana.

Juncker quer que a Europa se mostre mais musculada enquanto potência mundial, que ultrapasse as divisões sobre orçamentos, migração e outras questões e que saiba estar à altura de qualquer desafio global que possa surgir no futuro.

A sessão plenária ficou, ainda, marcada pela aprovação de uma moção que pede ao Conselho da União Europeia para iniciar um procedimento disciplinar contra a Hungria por violação dos valores fundamentais da União Europeia.

O programa revisita,também, a questão da fragilidade de infraestruturas europeias, um mês após o colapso de uma ponte na cidade italiana de Génova. Elena Cavallone fez uma reportagem sobre uma ponte problemática em Leverkusen, na Alemanha.

Destaques na agenda da próxima semana:

17 de setembro: Tribunal de Gante (Bélgica) vai decidir se o rapper espanhol Valtonyc pode ser extraditado para a Espanha, onde foi condenado por ter elogiado o terrorismo e insultado a coroa

18 de setembro: O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, é o convidado do presidente Valdimir Putin, em Moscovo (Rússia)

19 de setembro: Os chefes de Estado e de governo da União Europeia iniciam uma cimeira informal de dois dias, centrada na migração, em Salzburgo (Áustria)