Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Manifestantes protestam contra abate de floresta antiga

Manifestantes protestam contra abate de floresta antiga
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas manifestaram-se este domingo na Alemanha contra o abate da floresta antiga de Hambacher.

"O carvão é provavelmente a forma mais suja de produzir energia elétrica. É o que produz mais emissões de CO2"

Ativista (não identificado) Manifestante anti carvão

No centro da polémica está a empresa de energia RWE que pretende abater parte significativa da floresta a fim de extrair lignite, um tipo inferior de carvão.
Os manifestantes insurgem-se e exigem o fim rápido das centrais a carvão.

"Estamos a protestar contra a exploração do carvão. O carvão é provavelmente a forma mais suja de produzir energia elétrica. É o que produz mais emissões de CO2.
Hoje estamos a plantar novas árvores para prolongar a vida da floresta e não reduzi-la", afirmou um ativista entrevistado pela euronews e que recusou identificar-se.

A polícia procedeu à demolição de 18 das cerca de 50 cabanas construídas nas árvores.

Segundo um artigo publicado na revista "Der Spiegel", as últimas centrais a carvão poderão fechar entre 2035 e 2038 de acordo com uma proposta apresentada.
A empresa de energia RWE rejeitou a proposta descrevendo-a como "inaceitável".

Os manifestantes exigem o adiamento do abate da floresta até que a Comissão do Carvão se pronuncie sobre o caso.