Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Planos de Chequers: Theresa May à beira do precipício

Planos de Chequers: Theresa May à beira do precipício
Tamanho do texto Aa Aa

Theresa May deixou hoje o nº 10 de Downing Street com o seu executivo e os seus planos de Chequers num colete de salva-vidas.

A mudança de tom de Michel Barnier nas últimas semanas fazia crer que a próxima reunião em Salzburgo seria um sucesso mas a União Europeia condenou claramente as propostas.

Num documentário da BBC no início da semana aos bastidores das preparações para a cimeira informal de Salzburgo, o assessor da primeira-ministra para o brexit Olly Robbins é ouvido a afirmar que os planos de Chequers mudaram o jogo das negociações e que este está a ser bem recebido pelos estados-membros.

Por seu lado, a primeira ministra tinha afirmado que a sua estratégia de digressão europeia no verão para contactos bilaterais independentes do processo liderado por Michel Barnier tinha sido bem sucedida.

Mas a realidade provou ser outra. Depois da cimeira informal de Salzburgo, o governo de Theresa May "está por um fio". De entre os estados-membros o único apoio para os planos de Chequers foi oferecido pelo primeiro-ministro húngaro Viktor Orban, que está isolado a nível europeu devido ao seu extremismo e à da ativação do processo sancionatório pelo parlamento europeu por violações do Estado de Direito

Tudo indica que os planos de Chequers têm os dias contados. Mas falta chamar agora o sacerdote para o último sacramento.