Última hora

Alvarinho regista quebra de produção

Alvarinho regista quebra de produção
Tamanho do texto Aa Aa

Em época de vindimas, o trabalho é árduo. Mas nos campos de Monção e Melgaço, há sempre tempo para o convívio. Uma festa ameaçada pela quebra de produção do Alvarinho. A qualidade do vinho da região está assegurada, dizem os produtores, mas o início de verão chuvoso e o calor de agosto vão ter impacto na quantidade produzida.

"Esperamos ter uma quebra a rondar os 10% nas castas brancas e ligeiramente superior , de 15 a 20, nas castas tintas. Ainda assim, esperamos uma colheita de qualidade excepcional", afirma Armando Fontaínhas, Presidente Adega Cooperativa de Monção.

São 22 dias de trabalho intensivo. Apesar dos efeitos do clima, os produtores conseguiram prevenir-se contra as pragas. Agora, resta contabilizar os estragos e fazer nascer das colheitas os Alvarinho de 2019.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.