EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Caso Skripal: um dos suspeitos identificado como um coronel agente do serviços militares da Rússia

Caso Skripal: um dos suspeitos identificado como um coronel agente do serviços militares da Rússia
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Anatoliy Chepiga foi também agente secreto das forças especiais Spetsnaz.

PUBLICIDADE

De acordo com o site de investigação Bellingcat e o seu parceiro The Insider-Russia, Ruslan Boshirov, um dos suspeitos do ataque ao ex-espião russo Sergei Skripal e à sua filha Yulia com o agente nervoso novichok será, na verdade, o tenente-coronel Anatoliy Chepiga, um agente dos serviços de inteligência militar da Rússia GRU durante 17 anos, nove dos quais trabalhou como agente secreto na forças especiais Spetsnaz.

Anatoliy Chepiga é detentor de mais de vinte distinções, tendo sido condecorado em 2014 com o prémio "Herói da Federação Russa", a mais alta condecoração militar entregue pessoalmente pelo presidente da Rússia.

Para identificá-lo, o site procurou documentos e material fotográfico em várias academias militares e encontrou na academia militar Marshal K. Rokossovsky, no leste da Rússia, uma fotografia do suspeito que foi cruzada com fotografias disponíveis em "fontes abertas" entre os anos de 2001 a 2003.

A fotografia identifica o suspeito como Anatoliy Chepiga, com a legenda "aluno durante uma missão de paz," tendo sido tirada na Tchetchénia. A fotografia foi comparada à do passaporte do indivíduo, onde se constatou tratar-se da mesma pessoa, embora mais nova.

A informação foi também comparada com outra fonte com o registo de endereço na 14.ª brigada das forças especiais Spetsnaz.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Jovem de 13 anos morre após ataque com espada em Londres

Sunak anuncia: voos de deportação do Reino Unido para o Ruanda devem começar dentro de poucos meses

Cozinhou, arrumou e até entregou refeições: príncipe William voltou aos compromissos públicos