Última hora

Última hora

PM da Macedónia compromete-se com a implementação do referendo

Em leitura:

PM da Macedónia compromete-se com a implementação do referendo

PM da Macedónia compromete-se com a implementação do referendo
Tamanho do texto Aa Aa

O referendo na Antiga República Jugoslava da Macedónia abriu a porta à entrada do país para a União Europeia e a NATO.

"A oposição é a favor da União Europeia e da NATO"

Zoran Zaev Primeiro-ministro, Antiga República Jugoslava da Macedónia

Apesar da afluência às urnas ter ficado abaixo dos 50%, O "Sim" à União Europeia e NATO ultrapassou os 90% de aprovação.

euronews: Sendo assim, quais são os próximos passos com vista à implementação do Acordo de Prespa? O Comissário Hahn apelou à busca de uma solução no parlamento de forma a não desperdiçar tempo com eleições parlamentares antecipadas.

Zoran Zaev, PM: "Em primeiro lugar, estou satisfeito com o sucesso deste processo democrático no qual todos os cidadãos votaram e expressaram a sua vontade na direção que o país vai tomar. Mais de 91% enviaram uma mensagem muito clara a todos nós políticos, para os deputados irem ao parlamento e implementarem esta decisão.
Nesse sentido, as mensagens do Comissário Hahn e de toda a Comunidade Europeia são um incitamento claro e subtil para os deputados terminarem aquilo que foi iniciado, e é isso que esperamos venha a acontecer. Estamos totalmente focados; falo porque estou convencido de que a oposição é a favor da União Europeia e da NATO. Não tenho dúvidas sobre isso.

euronews: "A outra opção é apelar à realização de eleições parlamentares antecipadas. No entanto, se não conseguir alcançar a maioria de dois terços necessária, isso significa que o Acordo de Prespa está morto?"

Zoran Zaev, PM: “Não. Acredito que o objetivo primário é legítimo, lógico e é normal que venha a acontecer. Se os processos parlamentares falharem, então serão necessárias eleições. Mas a Macedónia não precisa de eleições".

euronews: "Depois do referendo já falou com o Primeiro-ministro Tsipras e o governo grego para consultas relativas à implementação futura do acordo, levando em conta que a Grécia também está a entrar num ciclo eleitoral?".

Zoran Zaev, PM: “Já troquei mensagens com o primeiro-ministro e amigo, Alexis Tsipras. Ele saudou o referendo e os mais de 90% de votos a favor e naturalmente espera que o processo continue".